Bateria do carro descarregando: Como diagnosticar?

28/02/2019

Bateria do carro descarregando, elas não duram para sempre, lógico. Uma bateria pode acabar com todos nós um dia. A gente até cuida dos nossos carros e sempre somos esforçados com o serviço. Porém, acabar deixando uma luz interna acesa durante a noite pode criar uma grande dor de cabeça na manhã seguinte.

Mas se você sabe o que fazer, ótimo. Chupeta ou substituir uma bateria do carro descarregando não parece ser um desafio tão assustador. Porém, recomendamos sobretudo um especialista da área. Baterias de carro têm uma vida útil de aproximadamente de 2 a 3 anos pra mais ou para menos.

Chupeta

Um ponto de partida deve ser tudo o que você precisa para seguir em frente. Fazer chupeta, essa solução pressupõe sobretudo que você tenha os cabos para realizar. Portanto, com uma bateria saudável, pode-se enviar energia para outra bateria e, em seguida, carregar corretamente.

Comece estacionando o veículo ao lado e desligando o motor do veículo com a bateria carregada ao lado da bateria do carro descarregando. Agora, conecte uma extremidade do cabo vermelho (positivo) ao vermelho da bateria do carro descarregando. Em seguida, conecte a outra extremidade do cabo vermelho ao vermelho da bateria carregada. Em seguida, conecte a extremidade do cabo preto (negativo) ao preto da bateria carregada e a outra ponta numa parte de metal sem pintura no carro com a bateria descarregada longe da bateria. Isto aterra o circuito para evitar faíscas.

Neste momento, você está pronto para ligar o carro com a bateria carregada. Deixe ligado e correr por 5-10 minutos. Depois de esperar este tempo, vá em frente e tente ligar o carro com a bateria anteriormente descarregada. Se o carro ligar, deixe-o em marcha lenta por pelo menos 20 minutos se não planejar dirigir imediatamente. Se você planeja sair imediatamente, dirija por pelo menos 5-10 minutos para recarregar a bateria.

Vai sair, retire os cabos da bateria na ordem inversa em que foram instalados. Significa que o cabo preto preso no metal é primeiro e assim por diante.

Alertas: Bateria do carro descarregando

Existem alguns sinais comuns de uma bateria ruim. É melhor determinar se é realmente sua bateria e não outra coisa antes de gastar dinheiro em uma nova. Um sinal óbvio seria a completa ausência de luzes quando você tenta ligar o carro. A melhor maneira de descobrir com certeza é levar sua bateria para algum lugar que faça teste de bateria livre. Lojas de autopeças automotivas farão isso – então você pode comprar uma nova, se necessário.

A maioria dos veículos consome alguma corrente de bateria quando a chave está desligada, graças ao relógio e à memória interna dos computadores do motor, aos módulos de controle da carroceria e às predefinições de rádio. Ao todo, eles extraem uma quantidade muito pequena de corrente. Se não tiver certeza, procure a classificação correta no manual de serviço do proprietário.

Multímetro

Para medir o consumo de corrente do carro desligado, você precisará de um multímetro capaz de ler corrente, de preferência um com uma capacidade de 10 ou 20 amp, mas uma escala menor de 200 miliamperes. Comece com uma bateria totalmente carregada. Certifique-se de que as portas estão fechadas ou feche a porta. Desligar a luz do teto não é suficiente – em muitos carros, uma porta aberta ativará vários circuitos.

Desconecte os cabos de energia, como o carregador de celular ou GPS. Mesmo que o aparelho esteja desconectado do carregador, o plugue ligado no isqueiro ou em outra parte, ainda pode consumir corrente da bateria. Tem um amplificador estéreo de ouvido no porta-malas? Puxe o fusível, porque ele pode estar no modo de espera, em vez de desligar completamente.

Comece a procurar colocando o seu amperímetro em série com o circuito de aterramento da bateria. Desconecte o cabo terra da bateria do carro descarregando e conecte o amperímetro em série entre o terminal da bateria e o cabo. Comece com o medidor na faixa mais alta, provavelmente 10 ou 20 amperes. Aviso! Fazer algo bobo, como tentar ligar o carro ou acender os faróis – qualquer coisa que consuma mais do que a capacidade nominal do medidor – pode explodir o fusível do medidor.

Depois de determinar a corrente que você está lendo é seguro, reduza gradualmente a escala do medidor para a faixa adequada, provavelmente 2 amperes ou 200 mA. Você está lendo agora a bateria. Alguns veículos mostrarão um residual de 12 mA. Outros, provavelmente carros com muitos aparelhos de última geração, vão mostrar mais.

Descobrindo o problema da bateria do carro descarregando

Você descobriu um consumo e acha que ele é excessivo decorrente da bateria. Em primeiro lugar você tem que descobrir o porque. Se não for óbvio, como a luz do teto junto ligado, você precisa ser metódico. Você pode jogar a precaução ao vento e começar a puxar os fusíveis um de cada vez, até ver o excesso de drenagem cair. Apenas tome cuidado para colocá-los de volta na posição correta.

Uma vez que você tenha determinado o circuito, ainda pode haver meia dúzia de cargas, cada uma individualmente, mas coletivamente sugando a força vital da sua bateria.

Para zerar esse circuito, primeiro reconecte o aterramento da bateria, tomando cuidado para manter a continuidade através dos jumpers até que o grampo esteja fazendo um bom contato. Em seguida, remova o fusível incorreto e use os terminais do multímetro para fazer a ligação dos terminais do fusível.

Além disso, com a ajuda do diagrama esquemático, desconecte cada dispositivo do circuito – um de cada vez – e verifique o medidor. Quando a leitura do miliamperímetro cai precipitadamente, você encontrou o problema. Pode ser qualquer coisa, uma dica seria que as mais simples instalações são as mais comuns de apresentarem erros:

Alarmes de carro

Os alarmes no mercado de reposição são notórios por sugar até mesmo baterias totalmente carregadas e secas, em poucos dias. Se você tiver algum tipo de alarme que não seja de fábrica, é a primeira coisa que você deve verificar. Esteja ciente de que pode haver mais de uma conexão com o sistema elétrico do carro, e alguns instaladores do mercado de reposição podem usar técnicas de emenda padrão não industriais.

Aparelhos de som

Os aparelhos de som originais de fábrica, geralmente não são problemáticos. Aparelhos de som do mercado de reposição, do tipo com caixas gigantes, antenadas e sobretudo com seus próprios fios diretamente ligados à bateria, podem ser. Com um cabo de alimentação contornando o sistema elétrico do carro, eles entram no modo de espera, esperando que a unidade principal do rádio diga a eles para ligar. Em modo de espera, eles consomem apenas um pouco. Portanto se eles não entrarem no modo de espera, ou se os interruptores do amplificador estiverem configurados incorretamente, eles podem consumir, mesmo que não estejam produzindo nenhum ruído real, ou música.

Chaves de proximidade:

Adivinha como essas coisas funcionam. Há um receptor de rádio que escuta continuamente a frequência da tecla. Quando o receptor ouve um sinal na sua frequência designada, ela liga para ver se a chave é a que combina com o carro. Isso pode ser um problema se você deixar o carro estacionado por várias semanas sem ligar. Em breve, bateria pode acabar.

Além disso, você pode seguir o Portal no Facebook.

Agência Digital em BH Marketing Digital BH Agência de Marketing