Massagem tântrica: o que é, benefícios e como fazer

A técnica, originária da Índia e com mais de 5.000 anos de existência, é mais que uma massagem convencional. Seu objetivo não é relaxar os músculos e aliviar tensões do dia a dia, mas sim excitar o sensorial do corpo inteiro, promovendo um novo entendimento do prazer.

Embora tenha um caráter erótico, a massagem tântrica não é apenas um momento de estímulo sexual: ela funciona como excelente estratégia terapêutica para o processo de autoconhecimento, ajudando a superar traumas, bloqueios e inibições.

Fonte de reprodução: Getty imagens

O que é a massagem tântrica?

Diferente de massagens relaxantes tradicionais, a massagem tântrica privilegia toques muito sutis, despertando uma original relação sensorial. Existem profissionais qualificados, que dominam as técnicas e sabem conduzir as sessões de massagens como legítimas terapias. É importante destacar que, nesses casos, não estamos falando de situações que envolvam o ato sexual. O que o profissional realiza é um ritual de estímulos, que conduzem a uma inédita empatia com o próprio corpo.

Entenda da seguinte forma: enquanto o psicólogo pode lhe ajudar no processo de autodescoberta psíquica, o massoterapeuta tântrico auxilia no autoconhecimento através do corpo, incitando sensações e emoções reprimidas ou desconhecidas. A renovada consciência do corpo resulta em prazer. Imediato, mas também contínuo, uma vez que pontos adormecidos foram ativados.

Como o êxtase corporal dá abertura à vivência da sexualidade, é natural que, depois das massagens, homens e mulheres tenham, com seus parceiros, momentos de intimidade mais prazerosos, plenos e libertos de amarras. Os relatos de quem experimenta a técnica são bem enfáticos nesse sentido: a vida sexual atinge uma qualidade ímpar!

Preliminares da massagem tântrica

Ambos devem estar nus e, de frente um para o outro, devem sentar com as pernas cruzadas, em posição de lótus (ou “índio”, como temos o hábito de falar).

Durante um bom tempo, o casal precisa permanecer nessa posição, sem se tocar, apenas trocando olhares profundos, sem nada dizer. A propósito, quanto mais silenciosa for toda a massagem, melhor.

Devem buscar a sintonia entre respirações, entrando num mesmo ritmo e, assim, aguçando a harmonia entre corpos e emoções.

Quando sentirem que estão integrados, podem se aproximar, sempre com muita calma e delicadeza, experimentando abraços e beijos desacelerados e leves.

Fonte de reprodução: Getty imagens

Passo a passo da massagem tântrica

Depois desse preparo, ambos estarão no clima certo para a massagem propriamente dita.

Quem a receberá primeiro? Não há nenhuma regra. O casal pode se deixar levar e buscar intercalar essa “ordem”. Numa primeira vez, é interessante que aquele que está mais instruído tome a iniciativa.

  • Aquele que irá receber a massagem deve deitar de bruços, enquanto quem a realizará deve buscar uma posição confortável, sentado ou de joelhos — uma sugestão é apoiar um dos joelhos entre as pernas entreabertas do parceiro e o outro, do lado de fora.
  • Espalhe um pouco de óleo nas mãos e comece a tocar o corpo do parceiro, apenas com a ponta dos dedos. Essa técnica é chamada de massagem sensitive.
  • Explore cada parte do corpo, com movimentos extremamente leves e sem a menor pressa.
  • Experimente variar as formas dos movimentos, para que não se tornem previsíveis. Em círculos, de cima para baixo, amplos, dedilhados… Enfim, concentre-se em surpreender quem recebe a massagem, com a maior variedade de estímulos possíveis.
  • Caso tenha separado os apetrechos sugeridos no item 3 de nossa lista, utilize-os, se sentir que serão agradáveis. Ou tente o toque com os cabelos, sempre lembrando que, quanto mais sutil for o contato, mais potente a sensação.
  • Depois, quem recebe a massagem deve virar de lado e receber mais estímulos nessa posição.
  • Após explorar os dois lados, peça que o parceiro fique de frente. Siga no mesmo ritmo, sempre buscando manter o silêncio.
  • Num primeiro momento, não toque os genitais. A excitação será maior. Essa demora proposital, quanto ao toque nas zonas erógenas principais, é o grande segredo para orgasmos mais longos e intensos.
  • Por fim, chegue aos genitais e mantenha o tato gentil, como fez nas demais partes do corpo. Não deve ocorrer penetração. É possível que tanto o homem quanto a mulher gozem nesse momento. O ideal seria não parar a massagem tântrica por aí! Especialmente no caso das mulheres — que podem ter orgasmos múltiplos num curto intervalo de tempo — a continuação dos estímulos pode ocasionar níveis de prazer inigualáveis!
Fonte de reprodução: Getty imagens

Benefícios da massagem tântrica

Casais que praticam a massagem tântrica estabelecem uma intimidade, sintonia, cumplicidade e conexão muito superior. Além, claro, de uma vida sexual bem mais interessante e prazerosa.

Mas, além de redefinir os conceitos sobre a intensidade do prazer, a massagem tântrica traz outros benefícios, tais como:

  • auxilia em casos de vaginismo;
  • é uma alternativa eficaz para combater a ejaculação precoce;
  • reduz a ansiedade, o estresse e a depressão;
  • alimenta a autoestima;
  • eleva o autoconhecimento;
  • diminui inseguranças quanto ao corpo e ao relacionamento;
  • ajuda em tratamentos de traumas, que impactam na vida sexual;
  • estimula a libido.

Ao tornar a massagem tântrica parte de sua vida, é provável que você reinterprete o papel da sexualidade em sua saúde física e mental. Sexo está intrinsecamente ligado à sua felicidade e realização pessoal — e, na prática, isso fica bastante evidente. Acessando o site: https://guiatantra.com.br/ você encontrara diversas dicas sobre a massagem tântrica é também encontrara profissionais de extrema qualidade para realizar a sua massagem.

Fonte: https://www.r7.com

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *